Decisões da paisagem

Às vezes são necessárias até pequenas transformações na imagem de um jardim, para dar-lhe uma visão nova, fresca e finalizada.

Por exemplo, um comedouro para pássaros, construído de resíduos de ardósia, pode ornamentar o seu quintal. Ou do mesmo quadro é possível criar uma linda base para alguma escultura de jardim ou vaso com flores.

Gertrude Jeckyl disse: "Você tem que seguir a natureza no seu desenvolvimento". Significa que, se a sua casa está num pinhal, nunca lute contra as pinhas. Vão cair, até que cresçam árvores. É muito melhor usá-las para decorar a sua parcela de terra por meio de "mulching". Além de que é muito bonito, é muito confortável, de modo que cada vez ao ver uma pinha no seu caminho, Você vai saber como usá-la.


Às vezes nós gostamos de nossa parcela de terra desde o início, mas depois de meses de construção, transporte de materiais e equipamentos de comunicações, da sua beleza não resta nada. Nesta situação nos ajudam os métodos de recuperação da natureza selvagem. Musgos e líquenes são os que sobrevivem perfeitamente transporte de um lugar a outro, e mais fácil, se antes cresciam no seu enredo. Você pode movê-los juntamente com pedras nos que crescem.

 

Há terrenos que, parece, tem mais pedras e rochas, que a mesma terra. Você também pode usá-las para decorar o seu jardim em vez de procurar um meio de se livrar-se delas.

 

Nos jardins, sempre acontece algo que não prevenía o projeto. Muitas vezes aparecem dificuldades, que têm que ver com diferença de alturas de terra. Nesta situação, as pedras ajudam-nos a fazer passos, mas, desta vez, pequenos e com argamassa de cimento.

 

As muralhas de apoio são um elemento importante de qualquer jardim que tem até um pouco de diferença de altura. Nas muralhas, construídas do método de alvenaria seca de pedras, desenvolvem facilmente os musgos selvagens, especialmente se o seu jardim é sombrio.

 

Por vezes, construindo um jardim, é preciso subir o nível geral da terra, mas, ao mesmo tempo, salvar as árvores adultos. É que não se pode cobrir com a terra os gargalos de raízes, se não, um árvore morre. Por isso se pode fazer assim como se vê na foto que está baixo. Neste caso também pode'se plantar vegetais selvagens entre as pedras.

 

Muito bonitas e quase sempre apropriadas parecem sebes vivas. Podem ser tanto coníferas, por exemplo, de abeto, como frondosas. As sebes de abetos são as mais resistentes e, além disso, são de vegetação perene. A distinção de spirea e de outras espécies de arbustos, não dão acodos. Só há que cortá-los a cada ano, no início da primavera.